quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Effodeildin 2016 termina com título inédito do Víkingur

Víkingur finalmente conquistou o título nacional.
E infelizmente acabou a Effodeildin... Uma temporada fantástica, disputada até a última rodada, e que acabou com a conquista de um título inédito!

O Víkingur foi fundado há 8 anos, nascido da fusão entre o tradicional GÍ, seis vezes campeão faroês, e o Leirvík. Nos últimos anos sempre entrava como favorito ao título, mas acabava perdendo o fôlego na reta final. Pelo menos ganhava a Copa. Mas foi justamente quando não conseguiu vencer a Copa, que o time finalmente realizou o sonho de ser campeão nacional.

Quem evitou o pentacampeonato da equipe na competição eliminatória foi o KÍ, o mesmo rival que brigava ponto a ponto pela Effodeildin. E mesmo perdendo três vezes para os azuis de Klaksvík na temporada, o time de Norðragøta foi favorecido pelo sistema de pontos corridos, que premia o time mais regular.

Para ficar com a taça, era preciso vencer o já rebaixado AB. O jogo era em Argir, mas os torcedores que viajaram fizeram a equipe se sentir em casa. Pênalti em Andreas Lava Olsen aos dez minutos. Atli Gregersen mandou a bola na trave, mas Sølvi Vatnhamar pegou o rebote e abriu o placar.

A comemoração do primeiro gol, marcado por Sølvi Vatnhamar.
Depois disso o time da casa passou a ameaçar bastante com perigosos chutes de fora da área, Géza Túri estava indo bem, mas não conseguiu impedir o gol de empate de Patrik Johannesen aos 20'. O AB continuou a pressão e ainda teve dois gols anulados. Mas em um contra ataque aos 34' Andreas Lava Olsen avançou pelo lado direito da área e chutou entre o goleiro e a trave, recolocando os visitantes em vantagem.

A partida estava chegando ao fim, mas com a vitória do KÍ sobre o ÍF em Fuglafjørður, um gol do AB arruinaria tudo. Até que em mais um contra ataque, aos 79', Andreas Lava Olsen, o homem do jogo, deu um belo drible em seu marcador e ficou cara a cara com o goleiro, que também foi driblado, e mesmo caindo, o atacante conseguiu mandar a bola para as redes. O título não escaparia mais do Víkingur.

O jovem Jákup Olsen foi quem teve a honra de levantar a taça.
Na cerimônia de entrega da taça, quem a levantou foi Jákup Olsen, volante de 20 anos que entrou já nos instantes finais da partida. Foi uma grande atitude do capitão Atli Gregersen deixar o jovem jogador ter a honra de levantar a histórica primeira taça de campeonato da história do clube.

Veja a galeria de imagens do jogo e da comemoração.

Curiosidades:
O último time campeão inédito, o EB/Streymur, também foi fundado a partir de uma fusão;
O Víkingur é o décimo terceiro time a ser campeão faroês;

Resultados da 27ª rodada:
Skála 2-2 HB
B36 5-2 TB
B68 1-3 NSÍ
ÍF 1-3 KÍ
AB 1-3 Víkingur

Classificação:
1. Víkingur - 61
2. KÍ - 60
3. NSÍ - 55
4. B36 - 49
5. HB - 43
6. ÍF - 32
7. TB - 27
8. Skála - 26
9. AB - 18
10. B68 - 7

UEFA Champions League: Víkingur
UEFA Europa League: KÍ, NSÍ e B36

Rebaixados: AB e B68
Os dois serão substituídos por EB/Streymur e 07 Vestur, campeão e vice da 1. deild.

Artilharia:
1. Klæmint Olsen (NSÍ) - 23
2. Páll Klettskarð (KÍ) - 21
3. Jóannes Bjartalíð (KÍ) - 17

Veja os gols da rodada:





O jogo contra o TB marcou a despedida de Jákup á Borg dos gramados. Ele deverá focar na função de assistente técnico.



Confirmando as expectativas, o B68 terminou o campeonato sem nenhuma vitória e com a pior campanha da história no formato de 27 rodadas.





O Víkingur é o time faroês a avançar mais longe em uma competição europeia (3ª fase preliminar da Europa League 2014-15), estou bem curioso para ver como eles se sairão na Champions League.

Até a Effodeildin 2017 pessoal! E desculpem pela demora com esta postagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário