quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Como foram os faroeses nas competições europeias

Com o fim da participação do KÍ na UEFA Women's Champions League, vamos ver como foram as campanhas dos faroeses nas competições europeias na temporada 2017-18.

UEFA Europa League

Os três times faroeses na Europa League tiveram participação breve. Apenas o B36 ofereceu resistência ao seu adversário, apesar do KÍ ter sido o único a não perder um de seus jogos.

AIK vs KÍ


O primeiro jogo, disputado no Gundadalur, em Tórshavn, acabou em 0 a 0, mas o segundo foi um atropelo do time sueco. O AIK fez todos os gols da vitória por 5 a 0 no primeiro tempo, o que me leva a crer que a goleada só não foi maior por que o time sueco não quis. Destaque para Eero Markkanen, que marcou um hat-trick.



NSÍ vs Dinamo Minsk


Diante das circunstâncias, a classificação do NSÍ até pareceu possível, e seria a mais improvável, caso tivesse acontecido. O primeiro jogo terminou em 2 a 1, com Petur Knudsen marcando um golaço de falta aos 86'.



No segundo jogo, disputando em Toftir, o Dinamo Minsk teve um jogador expulso aos 6', mas mesmo assim a diferença entre as equipes é grande e o time bielorrusso venceu com dois gols de Anton Saroka.



B36 vs Nõmme Kalju


O B36 era quem tinha um adversário de nível mais próximo e por isso foi quem mais deu trabalho. A equipe da capital faroesa perdeu na Estônia por 2 a 1, em jogo que podia ter saído com um resultado melhor. O jogo nas Ilhas Faroe estava empatado em 1 a 1 com pressão faroesa quando um contra-ataque resultou no gol da classificação da equipe visitante.



UEFA Champions League

Em sua primeira participação na UCL, o Víkingur fez quatro partidas e saiu com saldo positivo, com 2 vitórias, 1 empate e 1 derrota.

Víkingur vs Trepça'89


O campeão faroês deu as boas vindas ao primeiro time kosovar a disputar a Champions League e venceu em Tórshavn com gols de Gunnar Vatnhamar e Adeshina Lawal.



O jogo em Mitrovica começou com muita pressão do time da casa, mas virou a favor do Víkingur quando o Trepça'89 teve um jogador expulso, aos 33'. Depois disso, Sorin Anghel abriu o placar, aos 37', Perparim Islami fez contra aos 40' e Sølvi Vatnhamar marcou dois no início do segundo tempo, aos 52' e 59'. O time kosovar diminuiu com Florent Hasani aos 65'.



Víkingur vs FH

Na segunda fase preliminar o adversário foi o FH, do goleiro Gunnar Nielsen.

Emil Pálsson abriu o placar para o time islandês no início do segundo tempo, aos 49'. Adeshina Lawal marcou de pênalti aos 73' e garantiu um empate para o campeão faroês.



Com o bom resultado da primeira partida, dava para sonhar com a classificação para a terceira fase, mas o Víkingur sucumbiu à pressão do FH nos treze minutos finais. O time islandês abriu o placar com Steven Lennon de pênalti aos 79' e fez o segundo aos 91' com Þórarinn Ingi Valdimarsson.



UEFA Women's Champions League

Fase preliminar - Grupo 7

O KÍ caiu no grupo 7 da fase preliminar, disputado na Croácia.

Evy, Liljan e Eyðvør marcaram os gols do KÍ na UWCL.
Foto:
Na primeira partida as faroesas sofreram uma dura goleada para o Stjarnan, da Islândia, por 9 a 0. Na segunda, perderam para o time da casa, o Osijek, por 4 a 0. E venceram o Istatov, da Macedônia, por 6 a 1 na terceira, com quatro gols de Evy á Lakjuni e um de Liljan Jacobsen e Eyðvør Klakstein.



Faroeses em equipes estrangeiras

O SK Brann, onde joga o meia esquerdo Gilli Sørensen, entrou na segunda fase preliminar da Europa League, mas foi eliminado na mesma fase. A equipe norueguesa venceu o Ružomberok, da Eslováquia, fora de casa por 1 a 0, mas foi surpreendido em casa e perdeu por 0 a 2. Gilli foi titular nos dois jogos.

O já citado FH encarou o Maribor, da Eslovênia, na terceira fase preliminar da Champions e perdeu os dois jogos por 1 a 0. Como os eliminados nessa fase ainda têm a chance de disputar a Europa League, o time islandês enfrentou o Braga nos play-offs, mas também perdeu os dois jogos, por 2 a 1 na Islândia e 3 a 2 em Portugal.

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

A participação faroesa no Euro sub-17

Ilhas Faroe disputou o Euro sub-17 em maio na Croácia.
Foto: in.fo
Em março as Ilhas Faroe fez história e se classificou para a fase final de uma competição pela primeira vez na história. A seleção sub-17 masculina terminou em segundo em um grupo com Irlanda, Eslováquia e Chipre e garantiu sua vaga no torneio na Croácia.

A estreia contra a Escócia no dia 2 de maio deixou uma boa impressão. Os escoceses passaram pelas eliminatórias com 100% de aproveitamento e apenas um gol sofrido. A derrota veio com gols apenas no segundo tempo, marcados por Innes Cameron e Jack Aitchinson, aos 59' e 68', respectivamente.



A segunda partida, contra a França em 6 de maio, acabou não sendo tão boa. Com três de Amine Gouiri, dois de Maxence Caqueret e um de Mathis Picouleau e Yacine Adli, os franceses golearam por 7 a 0, a maior goleada da história da competição -- quatro dias depois a Irlanda também perdeu de 7 (para a Alemanha) e dividiu o recorde negativo com as Faroe.

Clique aqui para ver os gols.

A última partida foi em 9 de maio, contra a Hungria, que venceu por 4 a 0 com dois gols de Dominik Szoboszlai, um de Alexander Torvund e um gol contra de Andrias Edmundsson.

As Ilhas Faroe encerrou sua participação com três derrotas, 13 gols sofridos e nenhum marcado a seu favor, mas ficará na história por mostrar que os faroeses podem sonhar em disputar grandes competições, mesmo que o objetivo seja perder de pouco, o importante é chegar lá.